Poemas e Poesias, Poemas de Amor para Orkut, Mensagens, Recados para Orkut

Pesquisa personalizada

Poema de Affonso Romano de Sant'ana

Seja bem-vindo ao site de Poemas para Orkut. Aqui você encontra centenas de Mensagem, Poetas, Poemas de Affonso Romano de Sant'ana, Poesias, Mensagens, Pablo Neruda, Poemas famosos, Recados e Scraps para Orkut, Recadinhos e poemas que você pode usar no Orkut, MySpace, Hi5, no seu Blog e Fotolog.


Você está em: Poemas » Affonso Romano de Sant'ana » Despir um corpo a primeira vez

Despir um corpo a primeira vez

Despir um corpo a primeira vez
é um conhecimento entre dois deuses.

Não se pode profanar o instante.
E os amantes devem manter o ritmo dos altares.

Porque, embora nesses rituais haja sempre
panos e trajes para agradar o Olimpo,
é pra nudez total que o céu nos quer quebrar.

As mãos têm que ter um compasso certo.
Um andante ou claro de Bach nos gestos,
compondo a alegria dos homens e mulheres.

As mãos, sobretudo, não podem se apressar.
Com os olhos, têm que aprender e, com a ponta
dos dedos, contemplar os acordes que irão
surgindo quando, peça por peça,
o corpo for se desvestindo ao pé do altar.

Antes de se tocar com as mãos e lábios,
na verdade, já se tocou o corpo alheio
com um distraído olhar sempre envolvente.

E ninguém toca um corpo impunemente.
Despir um corpo a primeira vez não pode ser
coisa de poeta desatento, colhendo futilmente
a flor oferta num abundante canteiro de poesia.

Nem pode ser coisa de um puro microscopista,
que olha as coisas sabiamente.

Se tem que ser de sábio olhar,
que seja do botânico, porque esse saber aflorar
em cada espécie tem de mais secreto ou distante,
o que cada espécie sabe dar.

Despir um corpo a primeira vez
é conhecer, pela primeira vez uma cidade.
E os corpos das cidades têm portas para abrir,
jardins de pousar, torres e altitudes que excitam a visitação.

Quando os corpos se tocam por acaso,
como se estivessem indo em direções diferentes,
o que ocorre é desperdício.

Não se pode tocar um corpo impunemente.
Para se tocar um corpo completa e profundamente,
num dado instante, os corpos têm que se convergir.

E convergir com uma luz diferente.
A descoberta do outro é isso, é convergência.

Despir um corpo a primeira vez
é como despir um presente, por isso não se pode
desembrulhá-lo assim, às pressas, embora a gula
nos precipite afoitos sobre a pele ofertada.

Não se pode com as mãos infantis,
descompassadas, ir rasgando invólucros,
arrebentando cordões com gula que as crianças
só têm nas confeitarias, antes da indigestão.

Um corpo é surpresa, sempre.
É o que se vê nas praias,
nessa pública ostentação, nesse exercício coletivo
de nudez negaceada, em nada tira a eufórica
contentação do ato, quando os dedos vão
desatando botões e beijos,
e rompendo as presilhas das carícias.

Despir um corpo a primeira vez
não é coisa de amador.

Só se o amador for amador da arte de amar,
porque o corpo do outro não pode ter
a sensação de perda, mas a certeza de que
algo nele se somou, que ele é um objeto
luminoso que a outros deve iluminar.


Um corpo a primeira vez, no entanto,
é frágil e pode trincar em alguma parte.
E os menos resistentes se partem,
quando aquele que os tocam
os toca apenas com cobiça e nunca
a generosa mansidão de quem veio
pela primeira vez, e sempre, para amar.

Fonte: Affonso Romano de Sant'Anna
ID: 844



Últimos Poemas

Recordações
Saudades: Dentro de pensamentos e objetos Pequenas coisas De grandes valores ao coração. Presentes Para grandes recordações, Valores sentimentais... Em simples coisas Se guardam momentos de felicidade; Momentos inesquecíveis Os quais as estrelas e a lua Foram testemunhas; Testemunharam a felicidade Unida ao amor. Recordações Que podem ser jogadas pela janela Mas...
http://poemas.hlera.com.br/saudades/recordacoes/

Correr riscos
Fernando Pessoa: Correr riscos reais, além de me apavorar, não é por medo que eu sinta excessivamente - perturba-me a perfeita atenção às minhas sensações, o que me incomoda e me despersonaliza. ...
http://poemas.hlera.com.br/fernando-pessoa/correr-riscos/

A vida é maravilhosa se não se tem medo dela
Charles Chaplin: A vida é maravilhosa se não se tem medo dela. ...
http://poemas.hlera.com.br/charles-chaplin/a-vida-e-maravilhosa-se-nao-se-tem-medo-dela/

Teu segredo
Clarice Lispector: Flores envenenadas na jarra. Roxas azuis, encarnadas, atapetam o ar. Que riqueza de hospital. Nunca vi mais belas e mais perigosas. É assim então o teu segredo. Teu segredo é tão parecido contigo que nada me revela além do que já sei. E sei tão pouco como se o teu enigma...
http://poemas.hlera.com.br/clarice-lispector/teu-segredo/

Eu e Você
Amor: Eu e Você E nada mais, Nem mais um sinal Nem mais perguntas. Eu e Você Basta para se sentir feliz. O mundo inteiro Poderia parar e aplaudir Eu e Você, Pois dançamos muito bem, Não erramos nem um passo Que a vida nos ensinou, E que o amor aprovou. Nada mais importa, Basta Eu e Você Para se escrever uma história, Para saber o porquê De...
http://poemas.hlera.com.br/amor/eu-e-voce/

O Valor Das Pequenas Coisas
Reflexão: Aprenda a escutar a voz das coisas, dos fatos, e verás como tudo fala, como tudo se comunica contigo. Em cada indelicadeza, assassino um pouco aqueles que me amam. Em cada desatenção, não sou nem educado e nem cristão. Em cada olhar de desprezo, alguém termina magoado. Em cada gesto de impaciência, dou uma bofetada invisível nos que convivem comigo. Em cada...
http://poemas.hlera.com.br/reflexao/o-valor-das-pequenas-coisas/



Mande Poemas para os seus amigos no seu Orkut, MySpace e Hi5
Seja bem-vindo ao site de Poemas e Poesias. Aqui você encontra centenas de mensagens e poemas que você pode usar no Orkut, MySpace, no seu Blog, Fotolog, etc.

Poema, Poma, Peoma, Poena, Poesia, Poesias, Poeta? Você quis dizer: Poemas?


Mais Poemas
Poema de Amizade
Poema de Amor
Poema de Aniversário
Poema de Anjos
Poema de Ano Novo
Poema de Bom Dia
Poema de Cantadas
Poema de Cumprimentos
Poema de Dia das Mães
Poema de Dia das Mulheres
Poema de Dia do Amigo
Poema de Dia dos Pais
Poema de Família
Poema de Formatura
Poema de Humor
Poema de Mãe
Poema de Namoro
Poema de Natal
Poema de Natureza
Poema de Páscoa
Poema de Paz
Poema de Primavera
Poema de Reflexão
Poema de Tristeza
Poema de Vida
Poema de Vovó





Poemas para Orkut - Não somos afiliados ao Orkut, Google, ou qualquer outra instituição citada. Prestamos apenas um serviço de utilidade pública, que diz respeito a inclusão de Poemas e Poesias nos "scraps" (recados) do Orkut.
Todas as mensagens são de propriedade de seus respectivos autores. Política de Privacidade

Parceiros: HLERA, Orkut, Fotolog, YouTube, Baladas, Garotas, Festa, Cama Mesa Banho, Resumo de Livros, Lençol de Malha, Cursos
Carnaval, Carros, Desenhos, Frases, Piadas, Músicas, Notícia e Jornal, Gaspar, Mensagens, Poemas, Recados para orkut, Web Designer
Web Designer