Poemas e Poesias, Poemas de Amor para Orkut, Mensagens, Recados para Orkut

Pesquisa personalizada

Poema de Affonso Romano de Sant'ana

Seja bem-vindo ao site de Poemas para Orkut. Aqui você encontra centenas de Mensagem, Poetas, Poemas de Affonso Romano de Sant'ana, Poesias, Mensagens, Pablo Neruda, Poemas famosos, Recados e Scraps para Orkut, Recadinhos e poemas que você pode usar no Orkut, MySpace, Hi5, no seu Blog e Fotolog.


Você está em: Poemas » Affonso Romano de Sant'ana » Na espera do amanhã

Na espera do amanhã

Vou dizer uma coisa banal:
sem o mito do amanhã não existiríamos.
Digo e assumo essa fundamental banalidade.
Não fora o amanhã secaríamos à beira dos caminhos.
O amanhã é que fermenta o hoje, que fermenta o ontem.

Por que migram as aves sobre os oceanos?
Por que os peixes sobem cachoeiras
procurando as nascentes do futuro?
Os animais, aves e insetos ao redor, nos dão lição de aurora.

Ganhei duas crisálidas de borboletas.
Aprendi a ver nesses casulos as asas
que se desenharão em algum céu.
Seguro nas mãos essas formas vivas disfarçadas de vegetal.
Imagino o futuro dessas células.
Mas tal imaginação não é privilégio só meu.
No meu quarto, dependuradas num vaso de samambaia, duas crisálidas me contemplam a mim.
Elas sabem, mais que eu, a que horas duas estupendas
borboletas sairão do útero do tempo para esbaterem contra as vidraças do dia.
A trepadeira no terraço, que avança dois-três centímetros cada jornada, seguindo o fio de náilon do tempo,
me ensina a direção das coisas.
O vento sopra pelas costas de suas folhas e ela navega verde na pilastra como uma caravela reinventando seu concreto mar.
O suicida é o que decretou a morte do amanhã.
O idealista é o viciado que toma o amanhã nas veias, aspira-o, esfrega-o nos olhos e gengivas.
No entanto, dizemos: "está difícil", "a vida está dura",
"assim não é possível", "esse país não tem mais jeito", mas no dia seguinte, amarfanhados, caminhamos junto ao mar
para saudar a aurora.

Sábia é a natureza, nos dizem.
Olhai os lírios do campo, eles passam a vida tecendo e fiando a manhã. E o jardineiro que parece um perverso podador, tão-somente antecipa a floração da vida com suas lâminas de dor.

Em busca do amanhã as cobras perdem sua pele.
Penas caem na muda da plumagem airosa dos airões.
Cães ladram pressentindo o terremoto, que os homens sequer percebem. Os cães, quando uivam para a Lua,
estão à sua maneira saudando o cio das madrugadas.

Em busca do amanhã uma nave passou por Marte e
segue rumo a Urano.
Alguns pré-videntes já estão legislando a constituição do amanhã.
E se acabarem com o amanhã aqui,
ele continuará com outros seres menos ferozes em outras galáxias, mais humanas, talvez.
É assim que Penélope tecia e destecia seu amor nos fios da madrugada esperando Ulisses atracar na enseada.
É assim que Sísifo - o mais otimista dos deuses condenados
- sempre rolava montanha acima a pedra que sempre rolava montanha abaixo.
É assim que Fênix - a fabulosa ave queimada nos desertos da Arábia- renascia das próprias cinzas e cantava transfigurada.

Deus é o renovado amanhã.

O que fazem os amantes pelos bares e praias, junto às árvores de noturnas ruas e nos leitos secretos,
senão cumprir o ritual de crença no amanhã.
E o ano mais uma vez termina.
E estamos comendo e bebendo as horas que faltam e
ansiando por um novo dia.
Também são assim os primitivos,
quando celebram o potlach.
Vão destruindo os objetos, as memórias que ficaram para reinaugurarem um ano novo.

Oh, amanhã!
Os que vão viver te saúdam.

Fonte: Affonso Romano de Sant'Anna
ID: 837



Últimos Poemas

A cópula
Manuel Bandeira: Depois de lhe beijar meticulosamente o cu, que é uma pimenta, a boceta, que é um doce, o moço exibe à moça a bagagem que trouxe: culhões e membro, um membro enorme e turgescente. Ela toma-o na boca e morde-o. Incontinenti, Não pode ele conter-se, e, de um jacto, esporrou-se. Não...
http://poemas.hlera.com.br/manuel-bandeira/a-copula/

A Chuva Chove
Cecília Meireles: A chuva chove mansamente... como um sono Que tranqüilize, pacifique, resserene... A chuva chove mansamente... Que abandono! A chuva é a música de um poema de Verlaine... E vem-me o sonho de uma véspera solene, Em certo paço, já sem data e já sem dono... Véspera triste como a noite, que envenene ... Num velho paço, muito...
http://poemas.hlera.com.br/cecilia-meireles/a-chuva-chove/

Namorados são apenas namorados
Dia dos Namorados: Para que servem os namorados? Apenas para namorar? E o que é namorar, afinal? Namorados nada mais são do que indivíduos ambulantes no meio do espaço São meros gentis cavalheiros que puxam a cadeira para que você possa se assentar Abrem a porta para você entrar Carregam sua sacola para você não se esforçar E na verdade toda...
http://poemas.hlera.com.br/dia-dos-namorados/namorados-sao-apenas-namorados-/

Onde fica a felicidade?
Felicidade: O que seria da vida, se não pudéssemos recordar todos os momentos felizes e tristes e revivê-los. Com as alegrias passadas, concluímos que podemos ser felizes. E com os momentos tristes, aprendemos que às vezes a felicidade nos foge! Todavia, não deixaremos de viver! Devemos aprender a conviver com o...
http://poemas.hlera.com.br/felicidade/onde-fica-a-felicidade/

Feliz por ter conhecido você
Paixão: Na vida damos muitas voltas... E, durante esses giros encontramos muitas pessoas que nos marcam e que nos deixam alguma coisa especial. Com você foi assim... A gente se conheceu de repente naquele jeito que somente a vida nos prepara e gostei da sua forma de falar, de agir, de me...
http://poemas.hlera.com.br/paixao/feliz-por-ter-conhecido-voce/

Mulheres são palavras
Mulheres: Mulheres são palavras Soltas e espaçadas Loucas e alucinadas... Mulheres e seus cabelos Soltos e perfeitos Despertam medo e receio Mulheres de maternidade Com a visão da eternidade Perpetuam a humanidade... E o que sabem as mulheres Quando estimulam os sentidos E se transformam, indefiníveis... Mulheres notívagas, Movidas à luz da lua, Estão no céu e flutuam... Mulheres de liberdade, Em espaços apertados, Com os...
http://poemas.hlera.com.br/mulheres/mulheres-sao-palavras-/



Mande Poemas para os seus amigos no seu Orkut, MySpace e Hi5
Seja bem-vindo ao site de Poemas e Poesias. Aqui você encontra centenas de mensagens e poemas que você pode usar no Orkut, MySpace, no seu Blog, Fotolog, etc.

Poema, Poma, Peoma, Poena, Poesia, Poesias, Poeta? Você quis dizer: Poemas?


Mais Poemas
Poema de Amizade
Poema de Amor
Poema de Aniversário
Poema de Anjos
Poema de Ano Novo
Poema de Bom Dia
Poema de Cantadas
Poema de Cumprimentos
Poema de Dia das Mães
Poema de Dia das Mulheres
Poema de Dia do Amigo
Poema de Dia dos Pais
Poema de Família
Poema de Formatura
Poema de Humor
Poema de Mãe
Poema de Namoro
Poema de Natal
Poema de Natureza
Poema de Páscoa
Poema de Paz
Poema de Primavera
Poema de Reflexão
Poema de Tristeza
Poema de Vida
Poema de Vovó





Poemas para Orkut - Não somos afiliados ao Orkut, Google, ou qualquer outra instituição citada. Prestamos apenas um serviço de utilidade pública, que diz respeito a inclusão de Poemas e Poesias nos "scraps" (recados) do Orkut.
Todas as mensagens são de propriedade de seus respectivos autores. Política de Privacidade

Parceiros: HLERA, Orkut, Fotolog, YouTube, Baladas, Garotas, Festa, Cama Mesa Banho, Resumo de Livros, Lençol de Malha, Cursos
Carnaval, Carros, Desenhos, Frases, Piadas, Músicas, Notícia e Jornal, Gaspar, Mensagens, Poemas, Recados para orkut, Web Designer
Web Designer